Miguel Vieira celebra adversidade na Milano Fashion Week

O costureiro português Miguel Vieira participou na Milano Fashion Week, segunda-feira (28 de setembro), com um vídeo da nova coleção Insight para a primavera-verão 2021. A coleção celebra a adversidade e a vontade de assumir riscos, numa época controversa.

A Insight (ou Perceção) inspira-se em homens livres de vestirem o que a sua personalidade manda. É (e não) uma nova revolução.

A Perceção de Miguel Vieira surge com cortes ousados e inusitados, silhuetas leves e soltas, tecidos de excelência muito bem combinados nas diferentes texturas, cores ténues que declinam pontualmente para mais fortes e padrões lisos, geométricos ou florais um tanto abstratos.

Sobressaem sapatos com boa forma, por vezes numa nota de cor mais acentuada do que a da roupa, fazendo com que se destaquem os contornos da qualidade que exige o consagrado fabrico made in Portugal.

Na coleção reina, assim, o branco e os tons pastel, entre o cinza, azul e rosa, por vezes com registo de tonalidades mais intensas dentro das notas de cor da paleta selecionada. Os motivos fitomórficos, de pintas, riscas e xadrez surgem em alguns casacos cintilantes que distinguem várias alturas. Por vezes, em amplos calções e calças vincadas de conjunto.

A coleção Insight de Miguel Vieira concentra-se nos homens que escolhem a consistência e a qualidade na moda, com base no savoir faire de antigos mesteres, adaptado a usos contemporâneos.

Os looks predominantemente masculinos, ora clássicos, ora mais jovens, são alternados por alguns femininos, mas sempre com uma ligação, transparecendo que o sexo não marca o preconceito. Como a maquilhagem exagerada ou as unhas pintadas de azul que se repetem neles e nelas.

Os raros modelos femininos interrompem o ciclo, vestindo peças vaporosas e longilíneas, no branco que se mistura ao todo, ou no azul petróleo que contrasta com tudo o que dita a coleção. E, sempre em padrões lisos, sem nunca ousarem como eles tecidos de riscas, xadrez, pintas ou florais.

Segundo Miguel Vieira, a adversidade torna-nos mais fortes e genuínos, reforçando as relações, levando-nos a aceitar a mudança como parte do crescimento e a assumir riscos.

O engenheiro têxtil de São João da Madeira que foi parar ao design, vê este trabalho como "uma revolução na forma como a moda é expressa" e reforça que "é reacionário" no estilo que reflete as mudanças à nossa volta. Trata-se de uma marca muito pessoal na recusa de tendências de massas.

"É tempo de pensar no que, realmente, importa", conclui Miguel Vieira, um dos poucos designers portugueses a participar nas mais exigentes semanas de moda mundiais como a Milano Fashion Week, que hoje cria não apenas coleções masculinas e femininas de roupa e de calçado, mas também de malas e marroquinaria, mobiliário e decoração, joalharia e óculos.

What are you looking for?

Your cart

English en
English